sábado, 25 de setembro de 2010

Atravesso o presente de olhos vendados
mal podendo pressentir aquilo que estou vivendo...
só mais tarde, quando a venda é retirada,
percebo o que foi vivido e compreendo o sentido do que se passou.

(Milan Kundera)

Ontem, foi
Hoje, ainda
Amanhã, será?
(Sil)

Um comentário: