quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

'Alegria e muitos sonhos!!!'

Olá meus amigos...

Tava ouvindo uma música do Milton Nascimento e deu vontade de escrever esse texto a vocês.

O trecho que me chamou a atenção: '..alegria e muitos sonhos..', de 'Coração de Estudante'

É, porque tristeza ninguém merece. Até se deprime vez ou outra, mas nada de muito grave, nada que nos tire a alegria e a esperança.

E sonhos, de preferência muitos, porque sem eles não somos nada. Repito, N A D A. Não saímos do lugar, até se passam os anos, mas nós,sem sonhar, continuaremos como cachorros correndo atrás do próprio rabo. Fico triste sempre que vejo um amigo sem sonhos, sem planos, sem ideias maravilhosas brotando do nada. Fico triste com os que se acomodaram, com os que nem reclamam mais e apenas repetem 'é assim mesmo'.

Desejo então para todos vocês, alegria e muitos sonhos!

Um 2011 do jeito que imaginarem!

Bjs, Sil.

Bom dia, poesia...

Não ligue se eu não te ligar.
Me escreva se não te escrever.
É que amo esquisito,
em silêncio e de longe.
Mas deixei na tua gaveta um
poema que fiz para você lembrar
de mim.

(Silvana Gonçalves)


'O que chamam de rugas, eu chamo raízes - que de seus olhos brotem flores, e sussurros de caules azuis'
(Lauro Henriques Jr)

domingo, 26 de dezembro de 2010

Vôo Livre

'Porque eu te amo, tu não precisas de mim. Porque tu me amas, eu não preciso de ti. No amor, jamais nos deixamos completar. Somos, um para o outro, deliciosamente desnecessários.
O amor é tanto, não quanto.
Amar é enquanto, portanto.Ponto.'

(Roberto Freire)

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Bom dia, poesia...

Pensar no denso,
no pesado
Ou simplesmente
encarar o dia
de uma forma leve?
Segunda opção, óbvio.
Fazer o que tem que
ser feito reclamando
ou cantarolando qualquer
canção?
Segunda opção, por motivação.
Seguir o script, o que
quiseram para você ou seguir
seus sonhos?
Segunda opção se possível.
Ver a vida passar ou ir com
ela?
Aceitar os altos e baixos
ou se entregar a tristeza,
que horas bolas, assim, como a alegria,
é passageira?
Segunda opção de novo.
E de novo,e de novo, e de novo.
Até a gente não poder mais....

Silvana Gonçalves

Leminskiando...


em algum muro de Curitiba...

terça-feira, 7 de dezembro de 2010



Farei sim mais uma tatuagem, porque
acredito no passado e nas marcas deixadas por ele...
Farei sim mais uma tatuagem, porque um 'eu' interior
sente necessidade de se manifestar através de símbolos,
mensagens ou desenhos...
e assim possam entender um pouco do que eu fui
e do que eu sou.
Farei sim porque elas representam minha história,
Contam minha vida, através de marcas e não palavras.
(da crônica:Meu corpo é meu livro, Leo Tattoo)

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

...das antigas...

Me perdoe
é que sou muitas...
me influencio com a Lua,
mas isso não significa
que eu seja vaga...
ao contrário, sou densa.
propensa ao acaso
por descaso...
de novo,me perdoe
demasiadamente humana
apaixonadamente fraca
diferentemente natural...
por isso tudo que sou,
e por aquela que você
idealizou, me perdoe...

(Silvana Gonçalves)

O bom da saudade


é poder matá-la...(P.V, nov/2010)

' Don't WorrY, Be HappY'

Fique feliz, fique bem feliz, fique bem claro, queira ser feliz...
Você é muito lindo e eu tento te enviar a minha melhor vibração de axé. Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você, para mim.

Caio Fernando Abreu

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

das antigas..

Saudade do que não volta,
de quem nunca mais vem.
Vontade do que não sei,
de me atirar, livre...
Sentindo qual o sentido
e conseguindo ver alguma
graça nisso,
E conseguindo ter porque
e por quem seguir...

(Sil)

TropeçO

O baque
O tombo
O olhar humilhado.
A vergonha escancarada.
O olhar que me fita
O tempo parado.

Que foi?
Nunca caiu?

Silvana Gonçalves

Bom dia, poesia...

Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...

O amor é quando a gente mora um no outro.

Mário Quintana

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

'Louco é quem me diz...'

A diferença entre um poeta e um louco é que o poeta sabe que é um louco.Porque a poesia é uma loucura lúcida.

Mario Quintana

Não ao erro...

"-Minha vontade era de evocar o espírito de Machado de Assis, para ver se ele explicava o que leva o ser humano à tomar esses tipos de atitude."

Alexandre Garcia, Bom dia Brasil,20/10, sobre uma louca que sequestrou uma senhora de 71 anos no Rio.

Ah, a louca foi presa.huahuahauahu!!

'Na dúvida, devemos voar...' S.g.

"Se manténs a tua alma aprisionada no corpo, se a abaixas e dizes: eu não concebo nada, eu não posso, tenho medo, não sei o que sou, não sei o que serei, que queres com Deus? Se não te fazes igual a Deus, não podes compreender a Deus, pois o semelhante só é inteligível ao semelhante".

(Texto encontrado nos tratados filosóficos e éticos antigos e apreendido de um Ser Infinito por Hermes Trismegistus, ser que possuía a mais alta sabedoria em todas as artes e ciências no Antigo Egito).

terça-feira, 19 de outubro de 2010

"Não é fácil, mas ninguém falou que seria..."Leminski.

Se você errou, peça desculpas...

É difícil perdoar?
Mas quem disse que é fácil se arrepender?

Se você sente algo diga...

É difícil se abrir?
Mas quem disse que é fácil encontrar alguém que queira escutar?

Se alguém reclama de você, ouça...

É difícil ouvir certas coisas?
Mas quem disse que é fácil ouvir você?

Se alguém te ama, ame-o...

É difícil entregar-se?
Mas quem disse que é fácil ser feliz?

Nem tudo é fácil na vida...
Mas, com certeza, nada é impossível...

(Cecília Meireles)

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Bom dia, poesia...

Esteja em casa
Esteja onde
estiver
Esteja onde seja
Seja o que quiser...
Esteja e seja
esteja e queira
Esteja onde estiver
Seja o que quiser
Queira o que
quiser...

Silvana Gonçalves

Também perder...

Tristes demais essas últimas mortes.
Chacrinha, Deise, Paulinho.
E li esses dias a mensagem da Kandaum,'eu não quero mais perder amigos.'
Tava lá, no msn.
Não quero mais perder.
E minha amiga que amo, queria estar por perto pra te dar um abraço, te olhar nos olhos e te dizer que
perder também faz parte.
É preciso.
O diabo é que a gente não se acostuma, não aceita, não quer perder...
Eu me julgava calejada, como se nenhuma outra morte fosse me abalar, como se fosse phd no assunto. Mas que nada. Todas as mortes ainda me são doídas.
Um desperdício, um disparate.
Força para as famílias e para os amigos.

'O amor continua.'

...e de vez em quando fica tudo meio triste mesmo...

Sil.

...Z e N...

. o rio corre para o mar.
. não apresse o rio.
. o rio corre sozinho.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Bom dia, poesia...

Ser criado, gerar-se, transformar
o amor em carne e a carne em amor;
nascer.

Respirar, e chorar, e adormecer
E se nutrir para poder chorar.

Para poder nutrir-se;e despertar
Um dia á luz e ver, e ao mundo e ouvir
E começar a amar e então sorrir
e então sorrir para poder chorar.

E crescer, e saber, e ser, e haver
E perder, e sofrer, e ter horror
De ser e amar, e se sentir maldito

E esquecer tudo ao vir um novo amor
E viver esse amor até morrer
E ir conjugar o verbo no infinito...

.Vinicius de Morais.
Tenho pressentimentos sobre nós.
Que vamos indo, tentando,
Até conseguirmos o inevitável.
Nos perdermos.
Não um do outro,
Isso não.
Nos perdermos de nós mesmos,
Dos nossos sonhos de infância.
Da inocência e rebeldia da adolescência
Dos nossos planos para dominar
o mundo...
Esse que agora tenta nos engolir,
Esse que ou encaramos com
Sarcasmo ou tentamos fugir.

E não me esqueço daquela
Frase:
"A vida é boa sim, viver é que é o diabo."

.SiL.

domingo, 26 de setembro de 2010

clássicos X contemporâneos

'Todos estes que aí estão
atravancando meu caminho.
Eles passarão.
Eu, passarinho!'
.Quintana.

Fazer as coisas pela metade
é minha maneira de terminá-las.
.Fabricio Carpinejar.

Diálogos falados...

1. Você vem sempre aqui?
2. Eu moro aqui.
1. Ah...

.SiL.

Diálogos falados...

1. Você vem sempre aqui?
2. Eu moro aqui.
1. Ah...

.SiL.

sábado, 25 de setembro de 2010

Você escolhe,
nadar a deriva,
ou mergulhar fundo,
transfor MAR se!!!
Ir como as águas,
além,
mais e mais.
Saber-se
Caber-se
Sendo,
mais e mais.

.SiL.

...< >...

Eu não sei beM Como começA Essa inquietação. Tempestade por dentrO, Pedindo providênciaS e Mesmo com as incoerênciaS, Sigo a intuiçãO.

.SiL.
Atravesso o presente de olhos vendados
mal podendo pressentir aquilo que estou vivendo...
só mais tarde, quando a venda é retirada,
percebo o que foi vivido e compreendo o sentido do que se passou.

(Milan Kundera)

Ontem, foi
Hoje, ainda
Amanhã, será?
(Sil)

do livro...

Faz tanto tempo
que até o tempo
perdeu as contas.
Contou-se errado.
E depois de um
tempo parado
Veio correndo,
acelerado.
Tanto tempo
que ainda tem
mais...
Tanto tempo que agora
tanto faz...
(Silvana Gonçalves,
livro 'Poemas para Você')
E no escritório em que eu trabalho e fico rico
Quanto mais eu multiplico diminui o meu amor

Em cada luz de mercúrio vejo a luz do seu olhar
Passas praças, viadutos, nem te lembras de voltar
De voltar, de voltar

No corcovado quem abre os braços sou eu
Copacabana esta semana o mar sou eu
Como é perversa a juventude do meu coração
Que só entende o que é cruel e o que é paixão

E as paralelas dos pneus n'água das ruas
São duas estradas nuas em que foges do que é teu
No apartamento, oitavo andar, abro a vidraça e grito
Grito quando o carro passa: teu infinito sou eu...
(Belchior, o que tinha sumido...)

quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Bom dia, poesia...

Persigo um pássaro
e alcanço, apenas,
no muro,
a sombra de um voo.

Helena Kolody
'Se digo adeus é de pirraçA de fusquinhA Fazendo gracinhA Manha para vocÊ Se DigO alÔ é Só disfarcE Não te chamO Não te esperO e O que eu querO é isso mesmO quE Você vê em volta e acha poucO.' Sil

do livro...

Saber o que quer e
no que vai dar...
Mudar os planos e
não se importar
em mudar...
Mudar de rota,
fazer outros caminhos.
Fazer novos amigos.
Experimentar uma
receita nova.
Seguir o velho ritual
de acordar pra mais
um dia com um novo
sorriso.
Amar o mesmo amor, o
velho e bom amor
de sempre,
e sempre, a cada
dia, diferente...

Silvana Gonçalves,
livro 'Poemas para você'

É preciso fé cega e...


...pé atrás. H. Gessinger.

A fé na verdade começa com a dúvida a respeito de todas as 'verdades' nas quais se acreditava até o presente.
Nietzche.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

cantando e pensando...

Enquanto o tempo acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora vou na valsa
A vida é tão rara

Lenine

barulhinho bom.

Aqui
É o contrário.
A gente vive engaiolado.
Livres, os pássaros...
Num baile louco pelo gramado,
Num alvoroço,
Logo cedo,
Chamando pro novo.
Convidando pro bailado.
Cantando barulhinho bom,.
A gente, de dentro das grades,
Quando vê,
Ta sorrindo,
Assoviando a mesma canção,
De dentro das grades,
também de coração....

Silvana Gonçalves

Bom dia, poesia...

A coisa mais fácil
é ser pessimista.
o difícil é ser otimista.
Difícil é você enfrentar
e dizer: é assim,
mas vale a pena,vamos em frente.

Ferreira Gullar

=Tem algo aqui lá de trás.
de um tempo bom
perdido entre os anos.
Tem algo aqui que me dá
a nítida impressão
de estar no lugar certo.=

(...)
Recria tua vida,
sempre,sempre!
Remove pedras e plantas
roseiras e faz doces.
recomeça.

Cora Coralina

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Bom dia, poesia...

QUERO VOAR! VOAR!..."

Estas coisas o pássaro diria, se pudesse falar.
E a tua alma, criança, tremeria, vendo tanta aflição.
E a tua mão, tremendo, lhe abriria a porta da prisão...

Olavo Bilac

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

Sangue Latino

Jurei mentiras e sigo sozinho, assumo os pecados

Os ventos do norte não movem moinhos
E o que me resta é só um gemido
Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos,
Meu sangue latino, minha alma cativa

Rompi tratados, traí os ritos
Quebrei a lança, lancei no espaço
Um grito, um desabafo

E o que me importa é não estar vencido
Minha vida, meus mortos, meus caminhos tortos,

Meu sangue latino, minha alma cativa

'saudade até que é bom...'

No jardim da minha amiga
todo mundo contente
Até a formiga

Leminski

'Lá se vai mais um dia.'

Vai,
te deixo com o muito que
ficou de mim...
risada sem graça
Piada sem fim
papo engraçado.
E você vai sentir falta
mesmo de mim.
Vai,
Não me importo
Há outros amores pelo caminho
Outros temores no nosso destino
Outras estradas que não nos levam
a nada.
Eu vou,
Mas fica a sensação de que
você deveria vir comigo.
Fica a intuição de que
daria certo essa parceria.
Fica a vontade de te reencontrar um dia.
E a vida.
De encontros e desencontros
Deixa marcas aqui e ali
Deixa pessoas guardadas
para a gente sentir saudades e sonhar...

(Silvana Gonçalves)

terça-feira, 17 de agosto de 2010

'Eu me levanto e vou, vôo...'

Já no novo endereço, feliz, quase inteira. Voltando ideias e planos, saem remédios, entram livros e paisagem. Nesse meio tempo, fiz uma cirurgia e vários planos. Tomei vários calmantes e vergonha. Contei com alguns poucos, sempre muito. Meu muito obrigada a quem aguentou essa fase ao meu lado.
Agora curtir.
Me ambientar,
sair do repouso,
me ambientar de novo
(e eu taurina, tão avessa à mudanças...).

Bj a todos.
E vamo que vamo que vamo que dá.

SiL.

Oeeeeeeeeeeeeeeee.

tudo pela maturidade: sofra
e sofremos o diabo: tudo pelo crescimento
levante a cabeça e siga: avante
pela sanidade: enfrente
tudo pelo seu currículo: conte
confesse humildemente: tudo pelo seu prestígio
chore: faz parte do aprendizado
cumpra o destino que lhe cabe: erre
perdoe a si mesmo: tudo pela integridade
cansa: ser gente através da vivência

Cartas Extraviadas, Martha Medeiros.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

'...quando tá mais pra bom que pra ruim...'

Quase boa,
quase inteira de novo. E dando uma vontadinha de voltar a postar aqui.
Mais um pouco e fico O bala de novo.
Bj a todos.

Uma do poetinha:
'Não sou alegre
nem triste.
Sou poeta.'

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Que venha o bem.

Perdoe a minha precariedade e as minhas tentativas inábeis, desajeitadas.. Me queira bem. Estou te querendo muito bem neste minuto. Tinha vontade que você estivesse aqui e eu pudesse te mostrar muitas coisas, grandes, pequenas, e sem nenhuma importância, algumas. Fique feliz, fique bem feliz, fique bem claro, queira ser feliz. Você é muito lindo e eu tento te enviar a minha melhor vibração. Mesmo que a gente se perca, não importa. Que tenha se transformado em passado antes de virar futuro. Mas que seja bom o que vier, para você, para mim.

Caio Fernando Abreu

Prá se pensar:

Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere...

Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos.

Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde.

Prazer faz muito bem.
Dormir me deixa 0 km.
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha.
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de idéias.
Brigar me provoca arritmia cardíaca.
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me
embrulha o estômago.
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano.
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem!
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo,
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada.
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde!
E passar o resto do dia sem coragem para pedir
desculpas, pior ainda!
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna.
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau!
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca!
Conversa é melhor do que piada.
Exercício é melhor do que cirurgia.
Humor é melhor do que rancor.
Amigos são melhores do que gente influente.
Economia é melhor do que dívida.
Pergunta é melhor do que dúvida.
Sonhar é melhor do que nada!

Martha Medeiros

Férias Forçadas

Me ausento aqui do Blog por uns dias à partir de hoje. Vou fazer uma cirurgia e por algum tempo, molho absoluto. Ou seja, nada de postar por aqui.
Aos amigos que ligaram ou escreveram, meu muito obrigada pela torcida.
Aos que nem sabiam da operação, comecem a torcer agora.rsrs...
Deixo aqui uma frase que a m e i:
"Se você quer a garantia de alguma coisa, compre um eletrodoméstico."
Clint Eastwood.

E é bem isso, não temos garantia de nada, ou de quase nada.
Eu, tenho certeza que ou ficará tudo bem ou ficará tudo mal,rsrs..
E você, que garantia terá?

Bj a todos, saúde, paz e poesia!

Sil.

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Segunda opção, é claro.

Pensar no denso,
no pesado
Ou simplesmente
encarar o dia
de uma forma leve?
Segunda opção, óbvio.
Fazer o que tem que
ser feito reclamando
ou cantarolando qualquer
canção?
Segunda opção, por motivação.
Seguir o script, o que
quiseram para você ou seguir
seus sonhos?
Segunda opção se possível.
Ver a vida passar ou ir com
ela?
Aceitar os altos e baixos
ou se entregar a tristeza,
que horas bolas, assim, como a alegria,
é passageira?
Segunda opção de novo.
E de novo,e de novo, e de novo.
Até a gente não poder mais....

Silvana Gonçalves

Reunião(?) de amigas de 20 anos atrás...

-Então gente, não mudou nada.
E a outra minha amiga, mais conformada:
-Ah, Cássia, você não tá contando
nenhuma novidade.

E a gente se ama assim mesmo!!!

Aguida Garcia, muito bom te rever.
Ca, Sandra, Nilda, Fer...Não fiquem com ciúmes....
Amo vocês também.
Faltou na roda a Paulinha Fontolan,Márcia Duran(
que não saí mais de Bauru), Estelinha, a Pi e
a Nica, que não iria mesmo de jeito nenhum, mesmo
sendo tia.(Nica, que mal gosto você morrer...).

Bj prá todos da velha guarda!!!
Ou, como diria Carlotinha:Ala senior.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

'Virá que eu vi...' Caetano

Você vem
quando eu só,
sem ninguém

Você tem
algum nó invisível,
que me atem

Você nem
Sumiu da paisagem,
pegou outro trem

Você em
Não falo de mapas
Falo daqui
De dentro
De mim

Minha alma
te chama
E hora ou outra,
indiscutivelmente,
você vem...

(Silvana Gonçalves)

Bom dia, poesia...

rio do mistério
que seria de mim
se me levassem a sério?

Paulo Leminski.

' A gente tem a arte para fugir da verdade. '

"...e era tanta ocorrência, tanta violência que o Indío não tava entendendo nada."
(Gabriel, o Pensador)

Tento me abster, me afastar, tento não ver o que não gosto, o que me faz mal.
Tento não me aprofundar em assuntos onde a miséria humana vira ibope pra vender.
Amo a vida. Amo muita gente, espalhados por aí.
Mas mesmo os amando, sei que são da espécie humana. E vamos falar?...oh racinha para dar trabalho, para atrapalhar. O espécie de merda que do nada insiste em ferir, em machucar.
Dizem que o ser humano é o único animal que cai duas vezes no mesmo buraco.
Eu sempre que vejo um desses crimes bárbaros(o da vez, quero dizer porque sempre, sempre haverá um animal da nossa raça capaz de matar, de roubar, de maltratar, de tentar tirar proveito do outro, enfim,sempre haverá um para fazer merda, do mesmo jeito que existe gente do bem(t u d o d u a l...) uso o seguinte bordão: 'O ser humano é o bicho, é o pior dos animais.'
Otimista que sou, sigo na paz, sigo na calma e na tranquilidade.Acreditando no amor e no bem, sempre.
Quanto à esses animais que fazem essas atrocidades, só lamento por fazer parte da mesma raça.

Silvana Gonçalves.

Aquele abraço, para todos que forem do bem.

domingo, 11 de julho de 2010

...e de tanto amar...

"... Não compreendo como querer o outro possa tornar-se mais forte do que querer a si próprio. Não compreendo como querer o outro possa pintar como saída de nossa solidão fatal. Mentira: compreendo, sim. Mesmo consciente de que nasci sozinho do útero de minha mãe, berrando de pavor para o mundo insano, e que embarcarei sozinho num caixão rumo a sei lá o quê, além do pó. O que ou quem cruzo esses dois portos gelados da solidão é vera viagem: véu de maya, ilusão, passatempo. E exigimos o eterno do perecível, loucos".

Caio Fernando Abreu

Tudo na medida...

O excesso de luz cega a vista.
O excesso de som ensurdece o ouvido.
Condimentos em demais estragam o gosto.
O ímpeto das paixões perturba o coração.
A cobiça do impossível destrói a ética.
Por isso, o sábio em sua alma
Determina a medida de cada coisa.
Todas as coisas visíveis lhe são apenas
Setas que apontam para o Invisível.

(Tao-Te King, Lao-Tsé)

Repostando...

Amigo pra ser,
pra estar,
se importar.

Amigo pra sentir,
pra dividir,
pra rir,
pra chorar.

Amigo pra fazer
falta,
pra virar saudade,
pra te fazer voltar
pra tua cidade.
Amigo, sinonimo
de felicidade.

Amigo pra festar,
pra desabafar,
pra do lado se
deixar ficar.

Amigo pra se ser
você,
no espelho dos
olhos do outro.
pra dividir o
dia a dia.
Amigos pra você
amar e pra amarem
você.

Silvana Gonçalves, jan2010.

Bom dia, poesia...

Em caso de dor ponha gelo
Mude o corte de cabelo
Mude como modelo
Vá ao cinema dê um sorriso
Ainda que amarelo, esqueça seu cotovelo
Se amargo foi já ter sido
Troque já esse vestido
Troque o padrão do tecido
Saia do sério deixe os critérios
Siga todos os sentidos
Faça fazer sentido
A cada mil lágrimas sai um milagre

Caso de tristeza vire a mesa
Coma só a sobremesa coma somente a cereja
Jogue para cima faça cena
Cante as rimas de um poema
Sofra penas viva apenas
Sendo só fissura ou loucura
Quem sabe casando cura
Ninguém sabe o que procura
Faça uma novena reze um terço
Caia fora do contexto invente seu endereço
A cada mil lágrimas sai um milagre

Mas se apesar de banal
Chorar for inevitável
Sinta o gosto do sal do sal do sal
Sinta o gosto do sal
Gota a gota, uma a uma
Duas três dez cem mil lágrimas sinta o milagre
A cada mil lágrimas sai um milagre

Alice Ruiz.

quinta-feira, 8 de julho de 2010

TOADA


Cantiga triste, pode com ela
é quem não perdeu a alegria.

Adélia Prado

Bom dia, poesia...

Encontrar

Disso que nos faz amantes
ombros almofadados nas noites mal dormidas.

Faz de conta que tudo vai bem...
esbraveja enquanto o outro foge.

Foge ,para nunca mais ENCONTRAR!!!

(Fernanda Lima, minha amiga Pastora Eleitoral)

quarta-feira, 7 de julho de 2010

ainda ontem...

ainda ontem
convidei um amigo
para ficar em silêncio
comigo

ele veio
meio a esmo
praticamente não disse nada
e ficou por isso mesmo

Paulo Leminski

E você? Não tem nada pra me dizer?



Quero que os leitores assíduos do blog (sei que tem pelo menos uns 4 comigo.Rsrsrs) participem mais ativamente aqui.
Não to falando de elogios ou coisas do gênero, mas complementações, indicações de leituras, autores, filmes, livros,etc...
Isto aqui não é para ser uma coisa passiva que você vê e pronto. Para isso temos
a T.v...Sei que vocês não são só corpinhos bonitos, então..quando sentirem vontade ou acharem que dá para dividir, postem um comentário.
Sei que querer não é poder e sei também que é um saco postar comentários(porque demoooora), mas quem tiver a acrescentar, como diria minha amiga Isabela:'to no aguardo.'.

'...mas no fim a gente tem que se entregar'

Meus vícios são esses poucos, bobos, que todos já sabem.
Fumaça na alma, cachaça na fronte.
Poesia e música para quando tá bom.
Calmante e calmaria para quando tá tudo uma merda.
Ainda acho pouco meus vícios.
Monótona, previsível, avessa à mudanças,
ás vezes tenho a impressão de que
poderia bem mais...

Sil.
=========
No pai dos burros:
vício
(latim vitium, -ii)

s. m.1. Defeito ou imperfeição.
2. Prática frequente de acto!ato considerado pecaminoso.
3. Tendência para contrariar a moral estabelecida. = depravação, libertinagem
4. Hábito inveterado. = mania
5. Dependência do consumo de uma substância (ex.: vício do álcool).
6. Erro de ofício.
7. Erro habitual no uso da língua.
8. Mau hábito ou costume que as bestas adquirem.

P.S; só não curti o 8...
================
Bom dia a todos. Beijo a todos, com vícios ou não.

Bom dia, poesia...

Acho que devemos fazer
coisas proibidas-
senão sufocamos.
Mas sem o sentimento
de culpa e sim
como aviso de que
somos livres.

Clarice Lispector

terça-feira, 6 de julho de 2010

Repostando...

Eu consigo ver o seu melhor.
E sei que se preocupa comigo.
sei que meu desleixo com a vida
te preocupa.
Apenas não esquente.
deixe fluir..Eu deixo...
Nós falávamos de sonhos antigamente...
Eu me lembro bem daquelas tardes.
Aquele tempo ficou,
quando todo o resto foi.
E eu consigo enxergar você sem
essa mascara, sem essa pose.
Sobre o continuar sonhando, estou aqui.
Sobre os sonhos de antigamente,
nem me lembro mais...
Não tente me alcançar,
minha alma voa...
(Silvana Gonçalves)

Bom dia, poesia...

Transformando o horizonte


o espaço
....em
........teu braço
abre o passo
........corta o traço
no canto da boca
....olho & escuto
.......teu soluço
...........encantado
molhando
....os cabelos
.......te espero na garoa
............da cidade.

(Roberto Piva-1937-2010)

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Bom dia, poesia...

"Pensamos demasiadamente e
Sentimos muito pouco…
Necessitamos mais de humildade
Que de máquinas.
Mais de bondade e ternura
Que de inteligência.
Sem isso,
A vida se tornará violenta e
Tudo se perderá."


"A vida é maravilhosa se não se tem medo dela."

Charles Chaplin

:) !!!

Um tomou coragem
e o outro um porre.
Um montou o apê,
arrumou um trampo
e passou no vestibular.
O outro só ficou do lado,
extasiado,
com tanto amor,
de tanto amar...

#pro casal de Sampa que se ama e acha graça.

Silvana Gonçalves

:( !!!

Toda vez que
digo sim
Vem alguém
ou um porém
Com um talvez
Toda vez,
toda vez.

Silvana Gonçalves.

domingo, 4 de julho de 2010

'A ti, os teus desejos!'

A cada um a sua cruz,
o seu legado..
sua sina,
seu reinado.
E essa mania de viver
o outro,
perde o sentido,
o significado.
Bom mesmo seguir, sendo
Ir amando no caminho,
ir a mando do destino,
ir conforme o combinado...

(Silvana Gonçalves)

'Como, onde, porquê?'

Qual é a sua estrada, homem? - a estrada do místico, a estrada do louco, a estrada do arco-íris, a estrada dos peixes, qualquer estrada... Há sempre uma estrada em qualquer lugar, para qualquer pessoa, em qualquer circunstância. Como, onde, porquê?"

Jack Kerouac

' A vida é doce'



Espero o dia que vem
Pra ver se te vejo
E faço o tempo esperar como esperei
A eternidade se passar
Nos meus segundos sem você

Agora eu já nem sei
Se hoje foi anteontem
Eu me perdi lembrando o teu olhar
O meu futuro é esperar
Pelo presente de fazer

O tempo engatinhar
Do jeito que eu sempre quis
Distante é devagar
Perto passa bem depressa assim

(Móveis Coloniais de Acajú)

terça-feira, 29 de junho de 2010

Bom dia, poesia...

Quem você pensa que é?
perguntou pra mim de queixo em pé...
Sou forte,
fraca,
generosa,
egoísta,
angustiada,
perigosa,
infantil,
astuta,
aflita,
serena,
indecorosa,
inconstante,
persistente,
sensata e corajosa,
como é toda mulher,
poderia ter respondido,
mas não lhe dei essa colher.

Martha Medeiros

Vale?

Vale escrever de ressaca? Feliz com tudo, sem nenhum amigo 'on line' para falar.
E vale essa felicidade. Vale cada minuto passado, vale cada problema solucionado,
vale cada sonho sonhado.Mas, e escrever de ressaca, vale?
Vale escrever de ressaca? E porque, vai se saber, não consigo dormir depois das seis da manhã..Tem graça? Ir dormir uma da madruga e acordar as seis, com dor de cabeça, lógico....mas 'a cor dar', pior, não conseguir ficar na cama. De tanto me zoarem dessa mania de acordar cedo, muito cedo, esses dias tentei, juro que tentei.
Cena: abro os olhos, olho no relógio , dito e feito:5hs20. Tentei ficar na cama e tentei e tentei até olhar no relógio de novo:5hs4o e aquilo pra mim foi uma eternidade. Levantei e me rendo...Sim, gosto de dormir cedo e acordar cedo.Ponto.
Mas e essa ressaca?
Não seria uma desculpa pra voltar pra cama?
Lógico que com um litro de água santa bebida, hoje.
Lembrei do 'poetinha' que disse ;' Escrever é minha cachaça. Todo mundo tem sua cachaça.'
eu concordando e acrescentando, além da cachaça, a ressaca.
São 7hs38, vou tentar voltar, mas sei que sono, sono, mesmo com essa maldita ressaca só lá pelas onze...Até lá a gente acha o que fazer.
Beijos para todos, dormindo ou acordados...

(Silvana Gonçalves)

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Conto de nadas

Era uma vez um príncipe encantado
transformado em sapo

Era uma vez uma donzela adormecida
que aguardava por um beijo

Era uma vez
uma possibilidade

(Diego Grando)

Bom dia, poesia...

pelos caminhos que ando
um dia vai ser
só não sei quando

(Paulo Leminski)

Repostando...

Vai,
te deixo com o muito que
ficou de mim...
risada sem graça
Piada sem fim
papo engraçado.
E você vai sentir falta
mesmo de mim.
Vai,
Não me importo
Há outros amores pelo caminho
Outros temores no nosso destino
Outras estradas que não nos levam
a nada.
Eu vou,
Mas fica a sensação de que
você deveria vir comigo.
Fica a intuição de que
daria certo essa parceria.
Fica a vontade de te reencontrar um dia.
E a vida.
De encontros e desencontros
Deixa marcas aqui e ali
Deixa pessoas guardadas
para a gente sentir saudades e sonhar...

(Silvana Gonçalves)

domingo, 27 de junho de 2010

Acho que tenho uma interpretação muito livre de trabalho, porque penso que estar vivo já dá tanto trabalho que não queremos fazer mais nada".

Andy Warhol

sexta-feira, 25 de junho de 2010

"Se podes olhar, vê...

...Se podes ver, repara."(Saramago)

Repostando...:

Eternizar o que
vem na mente
em repentes,
em rompantes.
Juntar pedaços
de flashes,
memórias cortadas,
almas entrelaçadas
por amarem.
Risco, só o de se
mostrar inteira...
Mas isso de ser meia,
(digo e repito..)
é coisa pra laranja
e ingresso de estudante.
(Silvana Gonçalves)

Bom dia, poesia...

Você deixou tudo a tua cara
Só pra deixar tudo
Com cara de saudade.

Alice Ruiz

segunda-feira, 21 de junho de 2010

'É preciso recomeçar, sempre...'

A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse:
“Não há mais o que ver”, saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caía, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre.

José Saramago(1922-2010)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

Bom dia, poesia...

De manhã escureço
De dia tardo
De tarde anoiteço
De noite ardo.

A oeste a morte
Contra quem vivo
Do sul cativo
O este é meu norte.

Outros que contem
Passo por passo:
Eu morro ontem

Nasço amanhã
Ando onde há espaço:
– Meu tempo é quando.

Vinícius de Moraes

'aquele abraço...'


Quim, Carla e Sil. Lago Igapó-Londrina-Pr

"A única coisa de que precisamos para nos tornar bons filósofos é a capacidade de nos admirarmos com as coisas."livro 'O mundo de Sofia', pág22

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Quintaniando...

SIMULTANEIDADE
- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.

Mario Quintana

'leve, leve, leve...'

Quando eu for, um dia desses,
Poeira ou folha levada
No vento da madrugada,
Serei um pouco do nada
Invisível, delicioso

Que faz com que o teu ar
Pareça mais um olhar,
Suave mistério amoroso,
Cidade de meu andar
(Deste já tão longo andar!)

E talvez de meu repouso...

( Mário Quintana )

Diálogos falados...(repostando...)

1. Esse 'arrasou' que você sempre diz
é no sentido bom ou ruim?
2. No bom.
1. ...
2. Arrasou, tipo 'que legal', 'valeu',
'obrigada', 'namastê'.
1. ...
2. Entendeu?
1. Não, não é por nada.
2. ...
1. É que você inverteu o verbo...
2. ...
1. Aí fica intrínseco, sabe? Faz
pensar paradoxalmente falando...
2. Paradó o quêêê???
1. ...

(sil)

Bom dia, poesia...

"Chorar por tudo que se perdeu, por tudo que apenas ameaçou e não chegou a ser, pelo que perdi de mim, pelo ontem morto, pelo hoje sujo, pelo amanhã que não existe, pelo muito que amei e não me amaram, pelo que tentei ser correto e não foram comigo. Meu coração sangra com uma dor que não consigo comunicar a ninguém, recuso todos os toques e ignoro todas tentativas de aproximação. Tenho vergonha de gritar que esta dor é só minha, de pedir que me deixem em paz e só com ela, como um cão com seu osso.
A única magia que existe é estarmos vivos e não entendermos nada disso. A única magia que existe é a nossa incompreensão."

( Caio Fernando Abreu )

terça-feira, 15 de junho de 2010

Bom dia, poesia...

Todo poema é feito de ar
apenas:
a mão do poeta
não rasga a madeira
não fere
o metal
a pedra
não tinge de azul
os dedos
quando escreve manhã
ou brisa
ou blusa
de mulher.

O poema
é sem matéria palpável
tudo
o que há nele
é barulho
quando rumoreja
ao sopro da leitura.

( Ferreira Gullar )

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Bom dia, poesia...

Eu canto porque o instante existe
e a minha vida está completa.
Não sou alegre nem sou triste:
sou poeta.


Irmão das coisas fugidias,
não sinto gozo nem tormento.
Atravesso noites e dias
no vento.


Se desmorono ou se edifico,
se permaneço ou me desfaço,
— não sei, não sei. Não sei se fico
ou passo.


Sei que canto. E a canção é tudo.
Tem sangue eterno a asa ritmada.
E um dia sei que estarei mudo:
— mais nada.

( Cecília Meireles )

Re postando...

Eu vou indo
muito bem, obrigada!
vivendo
Atriz principal
sem cena ensaiada...
Uma única chance de
ser feliz..
O agora como prêmio,
como chafariz..
As vezes no ninho,
recebendo uns amigos
As vezes voando, me
atirando, vivendo,
rindo
As vezes pra dentro
guardada até do vento
As vezes no ar
Solta
Absolta
No ar....

(Silvana Gonçalves)

'Parque Água Branca-São Paulo-SP



'na minha opinião existem dois tipos de viajantes: os que viajam para fugir e os que viajam para buscar.'
( Érico Veríssimo )

domingo, 13 de junho de 2010

'Que seja doce.'

...Sumi porque não há o que se possa resgatar, meu sumiço é
covarde mas atento, meio fajuto meio autêntico, sumi porque
sumir é um jogo de paciência, ausentar-se é risco e sapiência,
pareço desinteressado, mas sumi para estar para sempre do seu
lado, a saudade fará mais por nós dois que nosso amor e sua
desajeitada e irrefletida permanência.

Martha Medeiros

Bom dia, poesia...

"Onde é que
nós estamos
que já não
reconhecemos
os desconhecidos?"

(Paulo Leminski)

'A ti, os teus desejos!'

E essa sua mania
de
querer saber de tudo
É a mesma que a minha
de
não querer saber de nada.

(Silvana Gonçalves)

Re postando...

E eu tinha um monte pra falar
mas na hora não veio,
não consegui me expressar.
Ensaio as falas pra te ganhar
Mas te vejo e me perco,
Me perco e te encontro...
E num desespero,
num ultimo folego,
só sai o que a humanidade
ja sabe...
que te amo,porrA!
que tanto faz esses ais e
essas sombras entre nós.
E quando tomo coragem
ou alguma atitude, pode
saber que é por amor,
pelo amor...
E amor, não há quem
mude.
(Silvana Gonçalves)

" O amor vai sempre ser amor..."



Meu muito obrigada aos irmãos, Luciano e Osvaldo Gonçalves da Rocha, que me receberam como se eu nunca tivesse ido.
E ao Júnior que me apresentou a 'Dança Circular',uma dessas gratas surpresas que a vida nos reserva sem que estejamos esperando, ofereço essa ciranda:

"Ser assim é uma delícia
desse jeito como eu sou
De outro jeito da preguiça
sou assim, pronto, acabou.
A comida de costume
como bem e não regulo
Mas tem sempre alguns legumes
que não sei como eu engulo.

Brincadeira,
Choradeira,
pra quem vive
uma vida inteira.
mentirinha,
falsidade,
pra quem vive
só pela metade.

Quando alguém me desaponta
paro tudo e dou um tempo
Dali a pouco me dou conta
que ninguém é cem por cento.
Seja um príncipe ou um sapo
seja um bicho ou uma pessoa
Até mesmo um pé de nabo
tem alguma coisa boa.

Brincadeira, choradeira,
pra quem vive um vida inteira
mentirinha, falsidade
pra quem vive só pela metade"

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Repostando...

Aceitar ser o que é,
saber das fases da lua
e entender de fé.
Seguir o cortejo,
mas se sair aquele bocejo,
parar num boteco e tomar
uma pra refrescar.
Cumprir a sina escolhida,
a cruz pesada e na medida.
E de noite, escolher festar.
Comemorar o humano e
suas caras.
Coabitar o insano e
suas taras.
Assumindo o que
vem vindo..
Assumindo e achando
bem vindo...

(Silvana Gonçalves)

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Bom dia, poesia...

Se a preguiça é pecado,
o que Deus estará fazendo agora?
Em que se ocupa aquele que tudo pode?
Terá restado algo por fazer
depois que o mundo foi criado?

Se o desejo é fraqueza,
Deus nunca deseja?
Mas se é verdade que nos criou,
algo nele desejou.

Se a vaidade é um erro,
por que nos fez
À sua imagem e semelhança?
Ou terá sido o contrário?

Por que criar alguém
capaz de duvidar da criação?
Por que nós e ele não?

(Alice Ruiz)

' fé cega e pé atrás...'



"Que Alá e Jesus nos protejam!!!"
Arnaldo Jabour, sobre as sanções dos Eua contra o Irã.E
sobre qual 'Deus' terá razão...

"Não existem Deuses sem adoradores."
Alexandre Garcia, sobre o mesmo tema.

Repostando...

Que quando a saudade aperta não da..
Tão mais fácil sem apego,
um desejo e só..
mas se fica, se perpetua
o ser no outro,
da nisso quando acontece
de separar..
Quando da saudade nem adianta
racionalizar..
deixa q a mente viaje,
deixa ela voltar la atrás.
E se na volta trazer um
pouquinho de sofrimento,
sem lamento,
não se importe,
E deixe a saudade
chorar...

(Silvana Gonçalves)

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Repostando...Diálogos Falados

1. Você envelheceu só ou amadureceu também?
2. amadureci também, lógico..
1. Sério mesmo?
2. Pô, pá caralho...
1. eu tenho minhas dúvidas.
2. porque? Agora fala...
1. Você tem umas ideias...
2. ah, por isso...
1. É, desculpa falar.
2. Não, não dá nada não.
1. ...
2. Falando nisso eu acabo de ter mais uma ideia maravilhosa...
1. Vai, conta!
2. Não conto!
1. Conta, vai...porque começou..conta!
2. Conto não, dá azar...

(sil)

Bom dia, poesia...

O problema é que quero muitas
coisas simples,
então pareço exigente.

( Fernanda Young )

eu recomendo...



Nascido no porão de uma livraria na cidade de Boston nos anos 1960, Firmin aprende a ler devorando as páginas de um livro. Mas um rato culto é um rato solitário. Marginalizado por sua família, busca a amizade de seu herói, o livreiro, e de um escritor fracassado.
À medida que Firmin busca satisfazer a fome insaciável que sente por livros, sua emoção e seus medos se tornam humanos. Original, brilhante e cheio de alegorias, "Firmin" esbanja humor e tristeza, encanto e saudade de um mundo que entende o poder redentor da literatura, um mundo que se desvanece deixando para trás um rato com uma alma criativa, uma amizade excepcional e uma livraria bagunçada.

Autor:
Sam Savage

terça-feira, 8 de junho de 2010



Se for do bem,
pode entrar.
Se for do mal,
vá de rétro...

E no fim , só as boas lembranças, os risos soltos, as conversas sérias que tínhamos fingindo que era brincando. No fim, saio leve e com um sorriso no canto da boca, desses confirmando o pensamento:"ar ra sou...".
E esse canto que chamo de meu, também é seu.
E te espero no seu lugar,
que é aqui,
do lado meu.
E vou tentar o melhor enquanto
você não chegar,
que é pro tempo passar e prá
você se orgulhar.
Sim, o meu melhor sempre
foi pra você.
E distância, diferenças,
pré conceitos...Nada disso
me abala.
O que eu quero é ser feliz e
mais nada.
Vamos?
(Sil)

'Ando só,
como um pássaro voando.'
(H. Gessinger)

Bom dia, poesia...

Amar:

Fechei os olhos para não te ver
e a minha boca para não dizer...
E dos meus olhos fechados desceram lágrimas que não enxuguei,
e da minha boca fechada nasceram sussurros
e palavras mudas que te dediquei...

O amor é quando a gente mora um no outro.

Mário Quintana

Repostando...

Passarinho olhando para os lados.
Inquieto, sem saber pra onde ir.
A gaiola aberta
O céu para todos os cantos
E passarinho pensa tanta coisa
que chega ficar tonto..
Passarinho crê no acaso.
De que não importa o rumo
ele acha um ninho e mais
uns passarinhos contadores
de história.
passarinho estica as asas..
quase enferrujadas.
mas passarinho nasceu p´ra isso.
ora aqui. ora ali..
passarinho gosta mesmo é de voar...

(Silvana Gonçalves)

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Oeeeeeeeeeeeeeeee.

Voltando a postar aqui diariamente depois de um tempo em recesso.
Viajando, rodando mais do que 'peão de trecho' como dizia minha mãe.
Mudando de planos,
de endereço( de novo...),
curiosa com o novo,
agradecida por tudo e
todos aqui comigo.
E vamo que vamo que vamo que dá!

Uma semana do jeito que você imaginar...

bjs, Sil.

Bom dia, poesia...

Não é o ângulo reto que me atrai

nem a linha reta, dura, inflexível,
criada pelo homem.
O que me atrai é a curva livre e sensual,
a curva que encontro nas montanhas
do meu país,
no curso sinuoso dos seus rios,
nas ondas do mar,
no corpo da mulher preferida.
De curvas é feito todo o universo,
o universo curvo de Einstein.


Oscar Niemeyer
Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa compor muitos rocks rurais
E tenha somente a certeza
Dos amigos do peito e nada mais.

Eu quero uma casa no campo
Onde eu possa ficar no tamanho da paz
E tenha somente a certeza
Dos limites do corpo e nada mais

Eu quero carneiros e cabras pastando solenes
No meu jardim
Eu quero o silêncio das línguas cansadas
Eu quero a esperança de óculos
E um filho de cuca legal
Eu quero plantar e colher com a mão
A pimenta e o sal

Eu quero uma casa no campo
Do tamanho ideal, pau-a-pique e sapé
Onde eu possa plantar meus amigos
Meus discos e livros e nada mais!

(Casa no Campo, Tavito e Zé Rodrix)

sábado, 5 de junho de 2010

' Os mesmos fazem mesmices..'

Os mesmos fazem
mesmices.
Ser normal é
diferente de
ser comum.
Você.
Eu.
Esses aí em volta,
nada normais.
E graças a todos
os Deuses
'nada comuns'
Nós,
incomuns
E,
quase normais...

(silvana Gonçalves)

Bom dia, poesia...

"Ora (direis) ouvir estrelas! Certo
Perdeste o senso!" E eu vos direi, no entanto,
Que, para ouvi-las, muitas vezes desperto
E abro as janelas, pálido de espanto...
E conversamos toda a noite, enquanto
A via-láctea, como um pálio aberto,
Cintila. E, ao vir do sol, saudoso e em pranto,
Inda as procuro pelo céu deserto.
Direis agora: "Tresloucado amigo!
Que conversas com elas? Que sentido
Tem o que dizem, quando estão contigo?"
E eu vos direi: "Amai para entendê-las!
Pois só quem ama pode ter ouvido
Capaz de ouvir e de entender estrelas."

Olavo Bilac

sexta-feira, 21 de maio de 2010

' longe é um lugar que não existe. '

Cheiro de mato
capim molhado
café coado,
lá longe,
lá longe...
Alguém no campo
à cavalo.
Alguém no terreiro
e no roçado.
Alguém pelos cantos,
alguém pelos pastos.
Cheiro de lenha
fumaça saindo
de cima da casinha,
lá longe,
lá longe...
Um rio,
um rio lindo
e o seu sorriso perto,
lá longe, lá longe...

( Silvana Gonçalves)

Poeminhas bobos...

'da janela
uma canção.
meu vizinho
espantando
a solidão.'
...

penso nela
penso
é ela...
...
( Silvana Gonçalves )

Ou não serão tão bobos assim?

Bom dia, poesia...

sou antigo e
movediço
como o mangue

não sei
como não enlouqueci
aos 16

ainda tenho forças
pra destruir este quarto
este corpo os postes
da rua –

mas não posso
morrer não posso
não assim
maravilhado

( Fabricio Corsalleti )

quinta-feira, 20 de maio de 2010

' O acaso vai me proteger.' Titãs



Escolhas,
caminhos.
Com asas
mas querendo um lugar
pra cultivar raízes...
E tem que
ser um lugar
'onde eu possa plantar
meus amigos,
meus discos e livros
e nada mais....'

Bom dia, poesia...

BILHETE
Se tu me amas, ama-me baixinho
Não o grites de cima dos telhados
Deixa em paz os passarinhos
Deixa em paz a mim!
Se me queres,
enfim,
tem de ser bem devagarinho, Amada,
que a vida é breve, e o amor mais breve ainda...

Mário Quintana

quarta-feira, 19 de maio de 2010

' Que seja doce...'Leminski.


"Não acredite em nada.
Não importa onde você leu,ou quem disse, mesmo que
tenha sido eu, a não ser que isso esteja em concordância
com a sua própria RAZÃO e seu próprio bom SENSO. (BUDA)

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Para os amigos de lá e para os amigos de cá.

Se eu morrer antes de você, faça-me um favor. Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado. Se não quiser chorar, não chore. Se não conseguir chorar, não se preocupe. Se tiver vontade de rir, ria. Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão. Se me elogiarem demais, corrija o exagero. Se me criticarem demais, defenda-me. Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo. Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles. Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver. E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase : ' Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus !' Aí, então derrame uma lágrima. Eu não estarei presente para enxuga-la, mas não faz mal. Outros amigos farão isso no meu lugar. E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu. Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele. E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele. Você acredita nessas coisas ? Sim??? Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. Eu não vou estranhar o céu . . . Sabe porque ? Porque... Ser seu amigo já é um pedaço dele !
(Vinícius de Moraes)

' eu não gosto de me explicar...' Capital Inicial.

A ideia dos posts 'Repostando...' é para que os novos leitores do blog se familiarizem com meus poemas. Sei que quem leu o livro tá de saco cheio porque são os mesmos,mas....
Poemas novos só no próximo livro mesmo ou quando eu estiver muito a fim de por aqui.
de dividir logo com vocês. Até lá, segue o 'Repostando...' (com ou sem protestos) e segue o 'Bom dia, poesia...'.
Falando nisso, bom dia para todos!!!

(Sil)

Bom dia, poesia...

SAUDAÇÃO DA SAUDADE

minha saudade
saúda tua ida
mesmo sabendo
que uma vinda
só é possível
noutra vida

aqui, no reino
do escuro
e do silêncio
minha saudade
absurda e muda
procura às cegas
te trazer à luz

ali, onde
nem mesmo você
sabe mais
talvez, enfim
nos espere
o esquecimento

aí, ainda assim
minha saudade
te saúda
e se despede
de mim

( Alice Ruiz )

Para minha mãe e para essa coisa chamada saudade, que hora alegra, hora entristece e que parece que não vai passar...

Repostando...

Eu,
enquanto no canto
escuto e boto reparo..
eu,
enquanto no centro
me escondo e
me regalo.
entendo o silêncio entre
uma frase e outra.
reparo na luz e na
decoração das almas.

eu,
por dentro
passa tempo.

eu,
por fora
passa hora.


Eu te espio daqui
do meu canto.
Sombra,
te acompanho...
Eu te falo assim
Sussurrando
E essa voz
não é sua,
é meu canto...

Eu te amo assim,
amando.
E esse medo não
é teu.
É meu espanto.

Enfim,
Te abandono
de mim,
te levando.

E essa brisa
não é vento,
Sou eu,
te rodeando,
te norteando..

Enfim,
essa saudade
não é mais
que o nosso
amor
amando...
( Silvana Gonçalves)

sexta-feira, 14 de maio de 2010

'Ciganos, sigamos...'

Saudade do que não volta,
de quem nunca mais vem.
Vontade do que não sei,
de me atirar, livre...
Sentindo qual o sentido
e conseguindo ver alguma
graça nisso,
E conseguindo ter porque
e por quem seguir...

(Sil)

Bom dia, poesia...

Soneto do amigo

Enfim, depois de tanto erro passado
Tantas retaliações, tanto perigo
Eis que ressurge noutro o velho amigo
Nunca perdido, sempre reencontrado.

É bom sentá-lo novamente ao lado
Com olhos que contêm o olhar antigo
Sempre comigo um pouco atribulado
E como sempre singular comigo.

Um bicho igual a mim, simples e humano
Sabendo se mover e comover
E a disfarçar com o meu próprio engano.

O amigo: um ser que a vida não explica
Que só se vai ao ver outro nascer
E o espelho de minha alma multiplica...

(Vinicius de Moraes)

#para todos meus miguxos: éxi doix!!!

Repostando...

Saber o que quer e
no que vai dar...
Mudar os planos e
não se importar
em mudar...
Mudar de rota,
fazer outros caminhos..
Fazer novos amigos.
Experimentar uma
receita nova.
Seguir o velho ritual
de acordar pra mais
um dia com um novo
sorriso.
Amar o mesmo amor, o
velho e bom amor
de sempre,
E sempre, a cada
dia, diferente...
(Silvana Gonçalves)

quinta-feira, 13 de maio de 2010

"Falta um tempo ainda, eu sei..." Pato Fu

É preciso cuidar desse meu tempo. Preciso administrá-lo com garra, calma e sensatez.
Vivendo a história da vez,o dilema da vez. Preciso muito aprender a viver esse hoje e não aquele ontem já tão ultrapassado.Entender de uma vez por todas que lamentar o passado é um desperdício com meu tempo( esse que acordei hoje achando raro....). Preciso me cercar do que gosto, me afastar do que me irrita e precisar não precisar de companhia. Preciso de outras coisas também, e não se engane, só eu sei o que me incita...
Quero cuidar do meu tempo, saber no que gastá-lo, no que empatarei com a morte lá na frente? Só isso, de por puro desaforo, ter vivido.
Menos T.v. e mais papos com amigos...
Menos álcool e menos frituras (estou escrevendo isso numa ressaca que vocês não têm loção.'nunca mais bebo ontem.'...).
Mais parques.
Mais pedras.
Mais fotografias.
Preciso que esse tempo me perceba disposta ao que vem, abraçando o acaso e voando solta, sem pré-ocupações, sem deveres porque acham isso ou aquilo, sem me irritar com os que teimam em achar o melhor para mim.
Preciso respirar mais fundo,
perceber paisagens e cores.
Cultivar os amores. Sim, sou uma amante relapsa com todos. Amo muitas, mas muitas pessoas mesmo, mas sou um relaxo de amiga...Dessas que fica um ano sem ligar e quando liga é pra pedir guarida...
Preciso escutar meu coração.
Viajar mais,perceber a voz da intuição,fazer qualquer três pessoas juntas virar festa, fazer mais versos e decorar qualquer refrão...
Preciso que esse meu tempo seja no mínimo aproveitado como quero.
Preciso que esse meu tempo seja no máximo aproveitado como espero...

(Silvana Gonçalves)

Bom dia, poesia....

Tecendo a Manhã


1.
Um galo sozinho não tece uma manhã:
ele precisará sempre de outros galos.

De um que apanhe esse grito que ele
e o lance a outro; de um outro galo
que apanhe o grito de um galo antes
e o lance a outro; e de outros galos
que com muitos outros galos se cruzem
os fios de sol de seus gritos de galo,
para que a manhã, desde uma teia tênue,
se vá tecendo, entre todos os galos.


2.
E se encorpando em tela, entre todos,
se erguendo tenda, onde entrem todos,
se entretendendo para todos, no toldo
(a manhã) que plana livre de armação.

A manhã, toldo de um tecido tão aéreo
que, tecido, se eleva por si: luz balão.

João Cabral de Melo Neto

Repostando...



Eu não sei bem como
começa essa inquietação..
Tempestade por dentro,
pedindo providências
e mesmo com as incoerências,
sigo a intuição...

(Silvana Gonçalves)

quarta-feira, 12 de maio de 2010

'A saudade incomoda mas o amor permanece...'

AR DE NOTURNO

Tenho muito medo
das folhas mortas,
medo dos prados
cheios de orvalho.
eu vou dormir;
se não me despertas,
deixarei a teu lado meu coração frio.

O que é isso que soa
bem longe ?
Amor. O vento nas vidraças,
amor meu !

Pus em ti colares
com gemas de aurora.
Por que me abandonas
neste caminho ?
Se vais muito longe,
meu pássaro chora
e a verde vinha
não dará seu vinho.

O que é isso que soa
bem longe ?
Amor. O vento nas vidraças,
amor meu !

Nunca saberás,
esfinge de neve,
o muito que eu
haveria de te querer
essas madrugadas
quando chove
e no ramo seco
se desfaz o ninho.

O que é isso que soa
bem longe ?
Amor. O vento nas vidraças,
amor meu !

Frederico Garcia Lorca.

'desistir não é nobre. e ardualmente, não desistimos...'

"Algumas vezes eu fiz muito mal para pessoas que me amaram. Não é paranóia não. É verdade. Sou tão talvez neuroticamente individualista que, quando acontece de alguém parecer aos meus olhos uma ameaça a essa individualidade, fico imediatamente cheio de espinhos - e corto relacionamentos com a maior frieza, às vezes firo, sou agressivo e tal. É preciso acabar com esse medo de ser tocado lá no fundo. Ou é preciso que alguém me toque profundamente para acabar com isso."

"Te desejo uma fé enorme, em qualquer coisa, não importa o quê, como aquela fé que a gente teve um dia, me deseja também uma coisa bem bonita, uma coisa qualquer maravilhosa, que me faça acreditar em tudo de novo, que nos faça acreditar em tudo outra vez."

Caio Fernando Abreu

Bom dia, poesia...

entre
o
certo
e
o
errado,
entre
o raro
e
o
trivial,

em frente,
sem placas,
sem sinal.

(Silvana Gonçalves)

terça-feira, 11 de maio de 2010

Diálogos falados...

1. Isso não vai ter fim?
2. a gente?
1. é. Sempre penso nisso.
2. é. Uma hora acaba né..
1 Porque, você ta falando que acabou?
2 Não amor, não to falando nada.
1 Ué , você acabou de falar que uma hora acaba...
2 Porque você perguntou...
1 Não..Tem alguma coisa estranha ai..
2 Agora é minha vez.
1 o que?
2 Isso não vai ter fim?


(Silvana Gonçalves)

sábado, 1 de maio de 2010

Silvaninha, 40 anos???

A idade de Ser Feliz...
Existe somente uma idade para a gente ser feliz,
somente uma época na vida de cada pessoa
em que é possível sonhar e fazer planos
e ter energia bastante para realizá-las
a despeito de todas as dificuldades e obstáculos.
Uma só idade para a gente se encantar com a vida e viver apaixonadamente
e desfrutar tudo com toda intensidade
sem medo, nem culpa de sentir prazer.
Fase dourada em que a gente pode criar
e recriar a vida,
a nossa própria imagem e semelhança
e vestir-se com todas as cores
e experimentar todos os sabores
e entregar-se a todos os amores
sem preconceito nem pudor.
Tempo de entusiasmo e coragem
em que todo o desafio é mais um convite à luta
que a gente enfrenta com toda disposição
de tentar algo NOVO, de NOVO e de NOVO,
e quantas vezes for preciso.
Essa idade tão fugaz na vida da gente
chama-se PRESENTE
e tem a duração do instante que passa.

(fico devendo o autor...)

sexta-feira, 30 de abril de 2010

Bom dia, poesia...

Essa a vida que eu quero,
querida.
Encostar na minha
a tua ferida

*
abrindo um velho caderno
foi que descobri
antigamente eu era eterno

(Paulo Leminski)

quinta-feira, 29 de abril de 2010

" Tem que fazer viver valer a pena..."

Somente chorar não resolve, falar pouco é uma virtude, aprender a se colocar em primeiro lugar não é egoismo. Para qualquer escolha se segue alguma consequência, vontades efêmeras não valem a pena, quem faz uma vez, não faz duas necessariamente, mas quem faz dez, com certeza faz onze. Perdoar é nobre, esquecer é quase impossível. Quem te merece não te faz chorar, quem gosta cuida, o que está no passado tem motivos para não fazer parte do seu presente, não é preciso perder pra aprender a dar valor, e os amigos ainda se contam nos dedos.
Aos poucos você percebe o que vale a pena, o que se deve guardar pro resto da vida, e o que nunca deveria ter entrado nela. Não tem como esconder a verdade, nem tem como enterrar o passado, o tempo sempre vai ser o melhor remédio, mas seus resultados nem sempre são imediatos.

Charles Chaplin

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Bom dia, poesia....

Viajando...

"Férias"

Aqui, queto em meu canto,
Sem mexer-me, olhando a luz
higiênica do sol,
penso na inutilidade cansativa
de malas e hotéis,
para divertir-me nas férias
estrangeiras.
Não, só preciso da vontade.
Nem sempre firme,
um vento estradeiro.
Um alarde distante
de pássaros,
e nada além
do meu corpo.

(Ronaldo Fernandes)

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Bom dia, poesia...

Sonhei ter sonhado
Que havia sonhado.
Em sonho lembrei-me
De um sonho passado:
O de ter sonhado
Que estava sonhando.
Sonhei ter sonhado...
Ter sonhado o quê ?
Que havia sonhado
Estar com você.
Estar? Ter estado.
Que é tempo passado.
Um sonho presente
Um dia sonhei.
Chorei de repente
Pois, vi, despertado,
Que tinha sonhado. .

(Manuel Bandeira)

sexta-feira, 16 de abril de 2010

Bom dia, poesia...

esse súbito não ter
esse estúpido querer
que me leva a duvidar
quando eu devia crer

esse sentir-se cair
quando não existe lugar
aonde se possa ir

esse pegar ou largar
essa poesia vulgar
que não me deixa mentir
(P Leminski)

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Bom dia, poesia...

"...E que fique muito mal explicado.
Não faço força para ser entendido.
Quem faz sentido é soldado..."

(Mário Quintana)

'Que seja doce.'

1. Imaginando aqui o homem sem definição.
2. Sem definição?
1. É, sem pré apresentações, sabe?
2. ...
1. Sem limitações.
2. Para que?
1. Para que o quê?
2. Para que ficar pensando nisso?
1. Ah, sei lá..tava pensando.
2. ...
1. E você, pensando em que ultimamente?
2. Eu?Meu, em nada. Só levando, sem questionar.
1. E isso é possível?
2. Quase..

(Silvana Gonçalves)

domingo, 11 de abril de 2010

Bom dia poesia...

Meu poema pra voce nao tem rima
nao e` relapso, nem tampouco falta inspiracao.
Meu poema e` todo o meu amor. Ele todo
num so` verso. Te amo.

Poema sem rima. Dia do milagre.
O, meu querido, se quiser eu faco rimar.
Eu sou seu doce mar.

Mas se ficar feio? Eu nao escrevo
mais versos. Eu so` sei te amar.
Fiquei boba e feliz,
Rimo tudo com nariz.

Depois eu faco ficar belo,
Quando meu romance eu escrever
e ai` voce vai ver:
te amo, o mar e o meu nariz

Fernanda Young

sexta-feira, 9 de abril de 2010

Bom dia poesia...

"Quando andar, apenas ande,
Quando sentar, apenas sente,
Acima de tudo, não vacile."

(Mestre Zen Umon-séc X)

#nem é poesia, é um preceito budista,
mas achei tão lindo que quis compartilhar
com vocês.#

(Sil)
1. E aí, tudo bem?
2. Tudo bem. tudo indo.
1. Estranho a gente não tá mais junto né?
2. É?
1. 'Junto', você me entende?
2. Nem pensei nisso...
1. Pensou o que?
2. Pensei em nada..
1. ...
2. Pra mim tava normal...
1. ...
2. E quem foi que disse que
'prá tá junto tem que
tá perto?'
1. Já ouvi isso em algum lugar...
2. Eu também, eu também...

( Sil )

quinta-feira, 8 de abril de 2010

"Que nada nos defina.

Que nada nos sujeite.

Que a liberdade seja a

nossa própria

substância."

(Simone de Beauvoir)

Bom dia, poesia...

A vida é uns deveres que nós trouxemos para fazer em casa.
Quando se vê, já são 6 horas: há tempo...
Quando se vê, já é 6ªfeira...
Quando se vê, passaram 60 anos...
Agora, é tarde demais para ser reprovado...
E se me dessem - um dia - uma outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio.
seguia sempre, sempre em frente...

E iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas.
(Quintana)

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Bom dia, poesia...

"te procuro
nas coisas boas
em nenhuma
te encontro inteiro
em cada uma
te inauguro"

Alice Ruiz

quarta-feira, 31 de março de 2010

' O amor é uma dor.'

'Eu sempre acho que cansei de ti, de mim, mas aí vem o amor e revigora.'

Já li tudo, cara, já tentei macrobiótica psicanálise drogas acupuntura suicídio ioga dança natação Cooper astrologia patins marxismo candomblé boate gay ecologia, sobrou só esse nó no peito, agora o que faço?"

Não te preocupa. O que acontece é sempre natural — se a gente tiver que se encontrar, aqui ou na China, a gente se encontra."

(Caio Fernando Abreu, leiam,leiam!!!)

((((((((((((((()))))))))))))))))))

' Sonhar não custa nada.'

Todo dia acordo de um sonho e para um sonho.
Estou onde quis estar.
Vivo o que imaginei viver...
Faço o que gosto de fazer...
Parando um pouco de sonhar pra ver a vida com mais gosto(sim, porque queremos tanto, sonhamos tanto..que não vemos o que temos, o hoje, queremos algo a mais...).Sem nem um sonhar novo, vou tomando consciência deste momento, do agora, e ora vejam, é como imaginei...Um canto sossegado, uns amigos(as vezes), gatos pingados, meu amor(as vezes), com tempo contado e de troco eu comigo o resto do tempo, numa conta tranquila, de mais uma hora, menos um dia.

(Silvana Gonçalves)

terça-feira, 30 de março de 2010

Carta ao amigo que não veio.

Agora pode ser tarde, eu possa estar morta de fome ou você ter se casado.
Agora podia ser 97, eu, você, meus 27. O resto da turma lá, todos vivos ainda.
Agora só não pode se esquecer, dos sorrisos e dos olhares, das ideias, dos ideais...
E se você chegar, tudo igual. Só mudou o canto, de onde, de canto, tentamos entender o mundo.
Ainda prefiro sentar no chão.
Ainda trago histórias de
andar na contra mão.
Ainda me espanto com lendas
sobre o 'sopro do dragão.'
Ainda aqui.
Ainda.
Ai.

( Sil )

'O que o vento diz o tempo não desfaz..'

quinta-feira, 25 de março de 2010

Já vamos para 1/3 do ano. Mês 4, pensei nisso ontem. E o que você fez? O que mudou e o que continua igual? Qual o plano que você seguiu à risca e qual você abandonou pelo caminho?
Eu mudei de rota sem perceber e quer saber? Não me importo muito com isso. Aceito o que veio de bom grado, como aceito tudo que acontece...Aceito o acaso como se ele nunca fosse me surpreender de novo.
Sobre os planos que mudaram...só sonhar de novo.
Sobre os sonhos...
Altos,
todos imensamente grandes.

(Silvana Gonçalves)

...

Outra conclusão ontem.
Eu e meu amigo Fer ouvimos juntos ontem de uma filosofa( pelo rádio ) que:
- A vida é dura e ás vezes, pesada.
- A gente só cresce na dificuldade, com o sofrimento.
- A alegria é uma conquista, um estado escolhido...

Eu coloco poesia pra ficar mais leve:

"Não é fácil
Mas ninguém falou
que seria..."
(Leminski)

e que venham os outros terços do ano.

segunda-feira, 22 de março de 2010

"A televisão me deixou burro, muito burro demais"Titãs

O que ela quer é me botar pra baixo!!!
Logo cedo me conta um monte de causos tristes, pra lembrar que o humano é um dos piores animais..Hora do almoço, mesma coisa. A tarde ela faz questão de me lembrar que o ser humano adoora saber da vida dos outros e a noite me mostra um amor que não existe, só para fazer meu estúpido amor parecer mais estúpido ainda.
Por hoje, ligar a tv só na hora do big bródi,
Tá, talvez na novela das oito.
Tá, talvez no Jornal Nacional.

(Sil)

O que eu quero? Sossego.....

'Pensar é esquecer diferenças, é generalizar, é abstrair.' Jorge L. Borges

1. Ah, eu sei como é seu dia a dia...
2. Sabe nada.
1. Sei sim...
2. Tá. então, como é que é?
1. Você acorda com as galinhas, faz café SÓ PARA VOCÊ, o toma junto com dois cigarros e
um beck, entra na net, lê um pouco, escreve um pouco, come e vai dormir. E só...
2. Será se é ?
1. É sim.
2. ...

=eu nunca tinha pensado nisso=

( Sil )

domingo, 21 de março de 2010

leiam, leiam...

'Ah, Força do que Existe,
ajudai-me.
Vós que chamam de o Deus'

(Clarice Lispector, Agua Viva)
Dos endereços trocados.
Da distancia encurtada e
desse véu que embassa.
Véu que nós mesmos
colocamos.
Dos desencontros
arranjados.
das chamadas perdidas,
e desse amor
que amamos,
de vez em quando...

(Silvana Gonçalves)

...< >...

Da janela
vem ela,
primavera.

Florada,
passarada.
Eu da janela,
passarinho.

( Sil )

Ainda ontem Queria o hoje Ainda hoje Esqueci o ontem Tramei outro hoje Vivendo esse hoje Sendo nesse hoje Não naquele ontem que meus olhos não alcançam Mas nesse hoje.
( Sil )
SIMULTANEIDADE

- Eu amo o mundo! Eu detesto o mundo! Eu creio em Deus! Deus é um absurdo! Eu vou me matar! Eu quero viver!
- Você é louco?
- Não, sou poeta.

Mario Quintana - A vaca e o hipogrifo (Poesia Completa, p. 535)

sexta-feira, 12 de março de 2010

'o inferno são os outros...'

poema reto
perfeitinho
de tamanho
exato.
sem rima
e sem pretensão.
poeminha ansioso
de sexta feira,
de ressaca.
esperando o que
vem de bom ...

(Silvana Gonçalves)

"Vá com os anjos, vá em paz..."



Indignada com o jeito brutal com que o cartunista Glauco se foi.
O cara, esse era o Glauco. Geraldão, Rebordosa, Bob Cuspe, Doy George...foram com esses personagens dele que aprendi que rock era bom, bebida e sexo mais ou menos e droga, só da verdinha...Pensem num cara boa praça, amigo de todos, que ou estava desenhando ou estava louco de ayahuasca.

Daí aparece um louco, fanático, surtado, drogado, chamando urubu de meu louro e se dizendo Jesus (parece que Jesus não morreu)e acaba com o Glauco(e com o filho de 25 anos que reagiu, p o r f a v o r:NUNCA reajam à um assalto, estou cansada de perder gente que amo por estupidez.)

Do mais, triste.
O ser humano é o bicho.
E a maldade( assim como a bondade ) esta por aí...

Que só o bem nos alcance(sei que é utópico, que hora ou outra gonga alguma parte, que hora ou outra alguém que amamos se vai, que hora ou outra tudo fica cinza, maaaas...não custa nada acreditar, ter fé...)
Valeu Glauco!
Pau no seu cu, filha da puta que matou o Glauco!

(Sil :( )

quinta-feira, 11 de março de 2010

" O nosso amor a gente inventa pra se distrair..."CazuzA


foto: Keko Zimmerman

"Quero ficar no teu corpo,
feito Chico em Tatuagem.
Quero morrer de amor,
como Astolfo,
só que bem mais tarde..."

quarta-feira, 10 de março de 2010

"A morte faz parte da vida....

...mas eu não queria que fizesse."

já não temo fantasmas
invoco a todos
que venham em bando
povoar meus dias
atormentar minhas noites

entre tantos
loucos e livres
existe um
que é doce
e que me falta
(Alice Ruiz)

sexta-feira, 5 de março de 2010

'Escrever tem à ver com se doar...'M.Medeiros

Escrevo de alegre,
para passar o tempo,
para trazer para perto
quem ta ausente...
Escrevo fazendo fírula,
graça com as rimas e
as palavras...
Abraçando a solidão e
cantando com esse
silêncio...
...que é tão meu,
que é aqui mesmo que
eu deveria estar...
e só ouço isso,
minha mente,
essa caneta
à deslizar,
esse vento batendo,
nesse silêncio que
eu precisava
eternizar...

(Silvana Gonçalves)

quinta-feira, 4 de março de 2010

" o cara!!!"'

'Depois de estar cansado de
procurar,
aprendi a encontrar.
Depois que um vento se opôs
a mim,
navego com todos os
ventos...'

(Nietzsche)

quarta-feira, 3 de março de 2010

...Em Londrina, Paraná...

E quem sabe onde e como?
Pra quando os sonhos?
Qual a próxima curva ou
a última estação...
De novo um velho amigo
e de novo um novo
irmão...
Quem me garante da
próxima parada, na
parada?
Quem para esse trem?
Quem?
Eu vou na viagem,
aumentando a rodagem,
aproveitando a paisagem.
Eu vou porque se ficar,
enlouqueço minhas asas...
E elas não tem culpa,
nem sabem desse trem.
Meu passarinho não pensa
muita na vida,
meu passarinho quer só é viver.

(Silvana Gonçalves)

'Para o meu amor,que de tanto ser,dói...(Sil)

"(...) Seu olhar é liso e desliza por todas as coisas. Minha noite quer que você esteja aqui para deslizar em você com ternura. Minha noite o espera. Meu corpo o espera. Minha noite quer que você repouse no meu ombro e que eu repouse no seu. Minha noite quer ser voyeur do seu gozo e do meu, ver você e me ver estremecer de prazer. Minha noite quer ver nossos olhares e ter nossos olhares cheios de desejo. Minha noite quer segurar nas mãos cada espasmo. Minha noite se faria suave. Minha noite geme em silêncio a solidão ao se lembrar de você. Minha noite é longa, muito longa. Perde a cabeça, mas não pode afastar de mim a sua imagem, não pode fazer desaparecer o meu desejo. Ela morre por saber que você não está aqui, e me mata. Minha noite o procura sem cessar. Meu corpo não consegue conceber que algumas ruas ou uma geografia qualquer nos separem. Meu corpo enlouquece de dor por não saber reconhecer no meio da minha noite a sua silhueta ou a sua sombra. Meu corpo gostaria de beijá-lo em seu sono. Meu corpo gostaria em plena noite de dormir e, nessas trevas, ser despertado com os seus beijos. Minha noite não conhece hoje sonho mais belo e mais cruel do que esse. Minha noite berra e rasga os seus véus, minha noite se choca contra o próprio silêncio, mas seu corpo continua impossível de ser encontrado. Você me faz tanta falta, tanta. E suas palavras. E sua cor. Logo o dia vai raiar."
Frida Kahlo
(Carta a Diego ausente, Cidade do México, 12 de setembro de 1939. Não enviada)

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

' É hoje o dia da alegria...

..e a tristeza nem pode pensar em chegar. '

Amanhã fico triste... Amanhã!
Hoje não... Hoje fico alegre!
E todos os dias,
por mais amargos que sejam, digo:
Amanhã fico triste, hoje não!!!


" Poema encontrado em língua yiddish na parede
de um dos dormitórios de crianças do Campo
de Extermínio Nazista de Auschwitz. "



=porque poesia sossega a alma.=

Hoje alegria, amigos,
risos soltos...
Inteira, do meu jeito.
Música para entrar na alma,
olhares para olhar com calma,
gente celebrando.
Explicitamente celebrando....
meu livro,
os reencontros,
os velhos amigos daqui,
os novos amigos de lá.

Hoje quero ser explicitamente idiota
(mais???algum amigo diria..).
Deixo-me ficar séria nos momentos
sérios.
Do mais, quero mesmo é continuar
essa grande idiota.

(Silvana Gonçalves)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

'às vezes qualquer um faz qualquer coisa..' Titãs

E o que te motiva?
o que te instiga
pra esse novo dia?
O que te rouba a atenção
e quais são os sonhos que cabem
em teu coração?
O que faz você acelerar,
sorrir contente?
O que te faz precisar
de gente?
O que você deixa ir
na sua mente?
Quais as perguntas que
faz ao espelho,
quais os assuntos que
te metem medo?
O que é que você carrega
desde lá de trás?
E que tristes momentos hoje
você percebe que tanto faz?
No que você mudou?
No que ainda pretende mudar?
O que nem pensa em mudar?
E o que é que faz você
continuar?

=perguntas que faço à vocês,
desviando o espelho
de mim...=

(Silvana Gonçalves)

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

'Você vem mas antes de chegar você já está...'

Veio do nada
fazendo graça
contando piada.

Ficou sem ser
convidada
e como se já
fosse de casa,
sentou no melhor
lugar...

Marcou para ficar
sendo lembrada
E as vezes
jura que hora ou
outra aparece,
jura que nunca
me esquece.

Eu fiquei a mesma
e na mesma.
E com a impressão
de que hora ou
outra vou
receber uma
visita do nada...

(Silvana Gonçalves)

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

A arte perturba os satisfeitos e satisfaz os perturbados"

E o que nos leva,
seres interessantíssimos,
únicos, inatingíveis
depositarmos toda nossa noção
de amor perfeito num único ser?
Quem explica isso de que entre milhares,
você olhou diferente 'praquela pessoa'.
Qual foi o instante em que percebeu:sim, isso é amor?
E porque cargas d'água, hora ou outra esse ser escolhido
não percebe o milagre( afinal, poderíamos amar qualquer outro..)
e não se importa com a importância que tem o amor.
Eu acho amar um milagre.
Acho mágico e benigno.
Só não vejo explicação para tanta complicação.
Queria traduzir o amor em sinais.
Nada de ponto final,
nada de interrogações...
Só exclamações.
Mas algo me diz que é melhor nem tentar,
melhor, mesmo sem entender, só sentir...

(Silvana Gonçalves)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

"..eu ontem joguei tanta coisa fora..." H.Vianna

De uma época boa, de um deslumbramento com o 'lá na frente'. Com mil planos, mil futuros. E quando vi, quando dei por mim, eis me aqui.Meu futuro virou passado.
Daquele tempo, só as lembranças, as histórias engraçadas, as brincadeiras inocentes com os amigos que pareciam as melhores pessoas do mundo( particularmente, algumas para mim ainda são).
Hoje acordei assim, nostálgica...Com vontade de sentar no bosque e ouvir a turminha tocar violão...Não dá, ta cada um num canto desse mundo e eu to aqui,engessada.(ganhando todas nos jogos da Carlotinha, que é amiga, mas que é pata..rsrs). Engraçado, não vi quando o futuro chegou...Talvez não teria graça né?'ó, daqui dois anos esquece as ilusões e vai para a vida.'
Mais triste que engraçado, não vi quando perdi a fé na fantasia..
Quando vi que sim, teria também que matar um leão por dia.
Hoje não sai nada de amor...
que por acaso do destino, rima com dor...
E é essa coisinha chata que vai me fazer voltar para a cama agora...
(Sil)
=que no próximo posts, só flua amor....

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

'muito amanhã pra pouco ontem'

Pensando no tempo,
no que faço com o meu.
O tempo?
temos mas não temos.
é caro,
o tempo,
valioso e único.
Morre sendo,
afeta o pensamento,
não volta por mais
que a vida de voltas
e volte.
O tempo?
Melhor aproveitá-lo.
Melhor não perder
tempo...

(Sil)

sábado, 30 de janeiro de 2010


"Pare de ler leitor. Eu não posso parar de escrever. As idéias não podem ser desperdiçadas, mesmo que nos custem amigos, a vida ou o sono. Imagine se Shakespeare tivesse se horrorizado com suas próprias idéias e deixado de escrevê-las, por puro comedimento. Não que eu queira me comparar a Shakespeare. Shakespeare era bem mais magro."
Luis Fernando Verissimo.

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

talvez seja para
isso que te ame tanto.
pra você virar poema
pra minha dor vir
pra cá.
pra mim ter por
onde escoar.
e talvez o pecado foi meu,
de te deixar saber
que meu amor
era teu.
talvez um verso
derradeiro te explicando
o be a ba.
talvez uma rima
casual insinuando
onde isso vai dar.
talvez meu silêncio
talvez certeza nenhuma
nos alcance mais...
talvez
a vez.
talvez...
(Silvana Gonçalves)

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Ola, garéla!

Bem feliz ao descobrir uma desculpa plausível para minhas esquisitisses e manias.
E também por dar essa oportunidade de digamos, redenção aos meus amigos.
( minha irmã Cassia representa o que ficou da família.).
Então agora, qualquer um da galerinha mais ou menos...quando surgir meu nome na roda e você ficar
com um pouco de 'vergonha do várti' dessa amiga torta aqui, ( Sim, porque eu não ligo, porque eu não vou, porque eu não visto, porque eu nem estou...), quando for falar de minhas manias, e ter que dar explicações sobre mim, apenas sorria e 'relasse', e dê a desculpa:
-A Sil é poeta.
ou como diria a Vi:
'Poeta você sempre foi, Sil. Desde lá atrás. A diferença é que agora você se mostrou.'
(...)
Voltando para Venceslau, terra de chupar 'sorvete', essa semana.
Esperando abraços verdadeiros e olhares sorridentes.
Querendo muito rever muita gente.
Visitar vivos e mortos,
Brindar, com um copo de cerveja,
(ou vários...) à saúde e aos amigos.
Ouvir vozes e rever rostos que começavam
a cair no esquecimento.
Revisitar lugares de onde lembro das cores
e do cheiro.
(...)

1. Venceslau?
2. É...
1. Não tinha outro lugar?
2. Te, tinha...
1. Nunca ouvi falar em Venceslau.
2. Mas tem. Presidente Venceslau, au au au.
1. E você vai pra Venceslau?
2. Eu vou e volto.
1. Tá, e o que tem de especial nessa tal
de Venceslau?
2. Amigos...
(...)

Ultiminha:
Sem postar muito porque já pirando em outro projeto,
Já contando com o ovo no cu da galinha e sonhando outro sonho.
Eu simplesmente preciso disso, porque senão vai ficando chaaato.
Então o livro nem ta sendo comercializado ainda e eu já to com
várias ideias ma ra vi lho sas. (sei que muita gente tremeu agora
rsrs...). Daí, o número pequeno de posts nos últimos dias. E provavelmente
dos próximos meses.
Mas vou sempre dando um 'oi' por aqui...

Beijo a todos.
'cuidem-se bem.', Sil.

" Chuva, peço que caia devagar..."

Nove da manhã.
Ela decide. Hoje resolve tudo. Quatro ou cinco assuntos pendentes.
Olha o tempo. Nada demais, chuva para daqui a pouco. E chuva, por esses dias era normal.
Daria tempo de chegar ao centro...
Se perde, em pensamentos e nuvens.
Olha de novo pela janela, primeiros pingos.
Só se esperar passar.
Suspira,
café e cigarro para confortar.
Paisagem(chuvosa, é verdade...) e poesia para ajudar o tempo passar.
Olha as horas,
dez da manhã.
Mas já???
A chuva não passa,
o tempo sim...

(Silvana Gonçalves)

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

'Sem amor, eu nada seria...'

Amigo pra ser,
pra estar,
se importar.

Amigo pra sentir,
pra dividir,
pra rir,
pra chorar.

Amigo pra fazer
falta,
pra virar saudade,
pra te fazer voltar
pra tua cidade.
Amigo, sinonimo
de felicidade.

Amigo pra festar,
pra desabafar,
pra do lado se
deixar ficar.

Amigo pra se ser
você,
no espelho dos
olhos do outro.
pra dividir o
dia a dia.
Amigos pra você
amar e pra amarem
você.

=+saudade de todos vocês.+=
(Sil)
Vamos tomar um porre juntas, meu amor.
Ler o mesmo livro
e tomar o mesmo
antidepressivo.
Vamos tomar um porre às onze da manhã
e depois ir para casa tomando chuva.
Para a minha ou para a sua?
Pouco importa.
E quer saber?
Pouco importa se hoje
é segunda.
Pouco importa o que vão pensar.
Pouco importa no que
isso vai dar.
Aliás, muito pouco importa.
Se importa?
A mim,
pouco importa...

(Silvana Gonçalves)
'Meu verso é minha consolação.
É minha cachaça.
todo mundo tem sua cachaça...'

(Carlos Drummond de Andrade
.
entre milhões,
você.
eu pronta e longe,
maldigo a distância
que um dia eu quis tanto.
.
e o teu olhar me
tira daqui,
e a tua voz me
leva praí,
.
onde a saudade mora
e o coração sossega.

(Silvana Gonçalves)

...confusa...

Eu não sei bem o momento
em que tudo aconteceu.
De repente,
não era eu.
Não aquele eu que
eu via ou que o povo
lá de trás conhecia.
Era um eu estranho,
que foi e voltou e
viu tudo igual.
Só o tempo passou..
e por ser tudo igual
meu eu não é
mais o mesmo.
Confuso,
só quer o
caminho de volta.
Do tempo em que
se reconhecia no espelho.
No tempo, antes do
antes e depois,
no começo...

(Silvana Gonçalves)

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

'Você se torna responsável por aquilo que cativa..'

Cultive esse sentimento.
Me alimente, mas corretamente.
Prefiro luz ao caos, papo leve, riso solto, música baixa.
Prefiro luminosidade e cores, sons e sabores.
Estou pro que é divino, pro que me faz bem.
Estou pro que der e vier e se
for do bem, pra quem...
Nutra o sentimento,
e me alimente.

(Silvana Gonçalves)