quarta-feira, 21 de outubro de 2009

Uma luz apaga
A outra acende
Avisando
Insinuando
que melhor não parar.
A Luz, as ideias
nunca cessam
E enquanto uma
enfraquece
A outra cresce
pra distrair
minha mente
De qualquer fracasso
Pra impelir na gente
o gozo pelo
novo passo.

Vejo a luz
disfarçadamente,
me acho.

(Silvana Gonçalves)

3 comentários:

  1. Adorei Sil!!!Este merece ir pro livro!! bjsss

    ResponderExcluir
  2. fia, como vc sabe escrever ne?amei gata, como sempre!bjus

    ResponderExcluir
  3. Brigada Lu e brigada Camila...
    Saudades d verdade d vcs...bjss

    ResponderExcluir